Localidade do artista

Minas Gerais

Belmiro Braga - MG

Antônio de Oliveira

Em 1912, nasce Antônio de Oliveira, em Belmiro Braga, no interior de Minas Gerais. Aos 6 anos, começa a esculpir carrinhos de bois e outras peças com as quais brinca. Na adolescência, trabalha consertando móveis durante o dia e esculpindo "bonecos" à noite. Empreendedor, realiza inúmeras atividades antes de dedicar-se prioritariamente à escultura em madeira, tendo inclusive fundado o primeiro cinema de sua cidade natal. Seduzido pela possibilidade de contar histórias com seus conjuntos de esculturas miniaturizadas, Antônio de Oliveira entregou-se com paixão à recriação de cenas reais ou imaginárias, que compunham o que chamava de "meu mundo encantado". Refletiu sobre seu processo de criação, deixando muitas observações escritas e gravadas. Morreu em 1996, na terra natal, sem conseguir realizar o sonho de ver sua produção reunida num museu, na cidade em que viveu e que pretendeu imortalizar nas obras. Atualmente, a maior parte de seu acervo integra a coleção do Museu Casa do Pontal.

OBRAS
  • Cesariana
  • Ciclo da vida
  • Circo
  • Exú Caveira
  • Folia de Reis
  • Gangorra
  • Autópsia
  • Nossa Senhora da Aparecida
  • Balanço
  • Parada circense
  • Bambolê
  • Procissão da Ave Maria
  • Bandeirinha
  • Pula-carniça
  • Pulando corda
  • Brincando de ser carrinho
  • Pulando corda
  • Caboclos
  • Realejo
  • Caçadores
  • Sala de aula na roça
  • Cangaceiros
  • São Benedito
  • Carnaval de Belmiro Braga